Exames

LEPTINA
Nome: LEPTINA

Sinonímia: não há.

Norma de Coleta: Jejum de 8 horas

Valor de Referência: ng/mL

Feminino

Não obesa: 2,0 a 17,0

Obesa: 7,0 a 59,0

Masculino

Não obeso: 1,0 a 11,0

Obeso  : 4,0 a 35,0

Método: Radioimunoensaio

Instrução de Coleta: Coletar 1,0 mL de soro. Refrigerar a amostra.

Interpretação Clínica: A leptina é uma proteína sintetizada nos adipócitos, essencial à regulação de massa corporal pelo controle do apetite. Aumenta na maioria dos obesos, o que sugere defeitos dos receptores cerebrais a esta proteína. Diminui em subnutrição, magreza extrema, anorexia nervosa. Sua utilidade no acompanhamento destas alterações é questionável.
LEUCOGRAMA
Nome: LEUCOGRAMA

Sinonímia: Leucograma de Schilling, série branca

Norma de Coleta: Jejum de 4 horas.

Valor de Referência:

% mm3
Leucócitos 5.000 - 10.000
Metamielócitos 0 - 1 0 - 100
Bastonetes 3 - 6 150 - 600
Segmentados 40 - 63 2.900 - 6.300
Eosinófilos 1 - 4 40 - 400
Basófilos 0 - 1 0 - 100
Linfócitos 20 - 30 1.000 - 3.000
Monócitos 4 - 8 200 - 800
LH, HORMÔNIO LUTEINIZANTE
Nome: LH, HORMÔNIO LUTEINIZANTE

Sinonímia: Gonadotrofina hipofisária LH

Norma de Coleta: Jejum de 4 horas. Informar medicação em uso e dia do ciclo mentrual. Informar irregularidade ou ausência de ciclo menstrual. Colher entre 13º e 15º dia do ciclo menstrual.

Valor de Referência: mIU/mL

Masculino                                :  0,8 a   7,6

Feminino

Fase Folicular                          :  1,1 a 11,6

Meio Ciclo                               : 17,0 a 77,0

Fase Lútea                               :  ND a 14,7

Pré-menstrual                           :  ND a 12,0

Pós menopausa                        : 11,3 a 39,8

Anticoncepcionais orais            :  ND a  8,0

Método: Quimiluminescência

Instrução de Coleta: Coletar 1,0 mL de soro. Congelar a amostra.

Interpretação Clínica: O hormônio luteinizante é uma glicoproteína produzida pelas células hipofisárias. A produção de LH é influenciada pela secreção pulsátil de LHRH (hormônio liberador do hormônio luteinizante). A dosagem de LH tem indicação nos adultos de ambos os sexos para diagnóstico de hipogonadismo hipogonadotrófico (lesão hipotalâmica ou hipofisária) ou em lesão testicular ou ovariana. Nas crianças em paralelo à dosagem de FSH, é útil para classificar causas da puberdade precoce.
LIPASE
Nome: LIPASE

Sinonímia: não há

Norma de Coleta: Jejum de 8 horas

Valor de Referência: 13 a 60 U/L

Método: Enzimático colorimétrico

Instrução de Coleta: Coletar 1,0 mL de soro. Congelar a amostra.

Interpretação Clínica: A lipase aumenta nas pancreatites de qualquer etiologia (aguda ou crônica) e permanece em níveis altos por mais tempo que a amilase. A presença de hipertrigliceridemia severa pode impedir a medida no soro e requer análise em urina.
LÍPIDES TOTAIS
Nome: LÍPIDES TOTAIS

Sinonímia: LT

Norma de Coleta:

Jejum de 12 horas: Acima de 5 anos de idade

Jejum de 6 horas: 1 a 5 anos de idade

Jejum de 3 horas: Até 1 ano de idade

Valor de Referência: 400 a 800 mg/dL

A dosagem isolada de lípides totais tem escasso valor diagnóstico por ser procedimento pouco específico.

Método: Colorimétrico de fosfovanilina

Instrução de Coleta: Coletar 1,0 ml de soro. Congelar a amostra.

Interpretação Clínica: Este exame é inespecífico, pois é composto das frações: colesterol e suas frações livre e esterificado, triglicérides, fosfolípides e ácidos graxos livres. Não é mais útil na prática clínica.
LIPIDOGRAMA
Nome: LIPIDOGRAMA

Sinonímia: Frações lipídicas, perfil lipídico (substitui a eletroforese de lipoproteínas).

Norma de Coleta: Jejum de 12 horas.

Valor de Referência: mg/dL 

Colesterol

Desejável                                 : Até 200

Discretamente elevado               : 200 a 239

Elevado                                   : Maior ou igual 240

LDL - Colesterol

Desejável                                 : Até 100 (Até 70 para pacientes com riscomuito alto)

Adequado                                : 100 a 129

Discretamente elevado              : 130 a 159

Elevado                                   : 160 a 189

Muito Elevado                        : Maior ou igual190

HDL – Colesterol

Desejável                                 : Maior ou igual 60

Indesejável                               : Até 40

VLDL  a  Colesterol

Desejável                                 : Até 30

Discretamente elevado              : 30 a 40

Elevado                                   : 40 a 99

Muito Elevado                        : Maior ou igual 100

Colesterol não HDL

Desejável                                 : Até 130 (Até 100 para pacientes com risco muito alto)

Adequado                                : 130 a 159

Discretamente elevado             : 160 a 189

Elevado                                   : 190 a 219

Muito Elevado                         : Maior ou igual 220

Triglicérides

Desejável                                 : Até 150

Discretamente elevado             : 150 a 199

Elevado                                   : 200 a 499

Muito Elevado                         : Maior ou igual 500

Método: Colorimétrico Enzimático

Instrução de Coleta: Colher soro e congelar

Interpretação Clínica: O exame é útil no diagnóstico das dislipidemias primárias e secundárias. As hiperlipidemias estío associadas a risco aumentado da doença coronariana e os valores do lipidograma devem ser considerados com outros fatores de risco de doença vascular (idade, fumo, hipertensão, diabete melito e história familiar de doença vascular precoce).
LÍTIO NO SORO
Nome: LÍTIO NO SORO

Sinonímia: Li, litiemia

Norma de Coleta: Jejum de 8 horas. Colher a amostra antes da primeira dose diária da medicação, ou conforme especificação médica. Anotar nome, dose e horário da última medicação.

Valor de Referência: 0,6 a 1,2 mEq/L (nível terapêutico)

Método: Eletrodo íon seletivo

Instrução de Coleta: Coletar 1,0 mL de soro. Refrigerar a amostra.

Interpretação Clínica: Exame útil no seguimento da terapêutica com lítio. Coleta deve ser realizada 12hs após última dose. Níveis acima de 1,5 mEq/L são considerados tóxicos.