Exames

HAPTOGLOBINAS SÉRICAS
Nome: HAPTOGLOBINAS SÉRICAS

Sinonímia:

Norma de Coleta: Jejum de 8 horas

Valor de Referência: 16 a 200 mg/dL

Método: Nefelometria

Instrução de Coleta: Coletar 1,0 mL de soro. Congelar a amostra.

Interpretação Clínica: É uma glicoproteína produzida no fígado. Teste útil no diagnóstico de hemólises (destruição intravascular das hemácias). Eleva-se inespecificamente em processos inflamatórios.
HBA1C
Nome: HBA1c

Sinonímia: HbA1C,  Hemoglobina Glicosilada, Glicohemoglobina

Norma de Coleta: Jejum de 6 horas.

Valor de Referência: 4,0 a 7,0 %

Método: Imunoensaio de Inibição Turbidimétrica

Instrução de Coleta: Coletar 5,0 mL de sangue total com EDTA.

Interpretação Clínica: Exame útil para o controle do paciente diabético. Seus valores refletem a média das glicemias nos últimos 2 a 3 meses. Hemoglobinas anômalas (F, S, C, etc) levam a valores falsamente baixos.
HELICOBACTER PYLORI - SOROLOGIA
Nome: HELICOBACTER PYLORI - SOROLOGIA

Sinonímia: Campylobacter pylori

Norma de Coleta: Jejum de 8 horas

Valor de Referência: Negativo ou não reagente

Anticorpos IgG

Não reagente: Até 0,9 U/mL

Inconclusivo: 0,9 a 1,1 U/mL

Reagente: Superior 1,1 U/mL

Método: Ensaio imunoenzimático

Anticorpos IgM

Não reagente: Até 20,0 U/mL

Reagente: Superior a 20,0 U/mL

Método: Elisa

Instrução de Coleta: Coletar 1,0 mL de soro. Congelar a amostra.

Interpretação Clínica: Exame útil no diagnóstico etiológico das gastrites e doença ulcerosa péptica.
HEMATÓCRITO
Nome: HEMATÓCRITO

Sinonímia: Htc

Norma de Coleta: Jejum de 4 horas.

Valor de Referência:

Masculino: 40 a 54 %

Feminino: 37 a 47%

Método: Automatizado

Instrução de Coleta: Coletar 5,0 mL de sangue total com EDTA mais 1 esfregaço. As lâminas devem ser bem identificadas. Refrigerar a amostra.

Interpretação Clínica: Útil nas anemias macro, micro e normocíticas.
HEMOGLOBINA
Nome: HEMOGLOBINA

Sinonímia: Hb, Hemoglobinometria.

Norma de Coleta: Jejum de 4 horas.

Valor de Referência:

Masculino: 12,5 a 17,5 %

Feminino : 11,5 a 15,5 %

Método: Automatizado

Instrução de Coleta: Coletar 5,0 mL de sangue total com EDTA.

Refrigerar a amostra.

Interpretação Clínica: Útil nas anemias macro, micro e normocíticas.
HEMOGRAMA
Nome: HEMOGRAMA

Sinonímia: Hematológico, Hemograma de Schilling

Norma de Coleta: Jejum de 4 horas. Evitar colher após esforço físico intenso.

Eritrograma 

Masculino Feminino
Hemoglobina 14  -  18 12  - 15,5 g/dL
Hematócrito 40  -  54 37  -   40 %
Hematócrito 4,5 - 6,5 4,2  -  5,4 milhões/mm3
VCM     83  -  93 82  -   90 micra3
HCM       28  -  32 28  -   32 mcg
CHCM 32  -  36 32  -   36 %
Plaquetas   130 - 400 130  -  400 mil/mm3

Leucograma 

% mm3
Leucócitos 3.000 - 11.000
Metamielócitos 0 - 1 0 - 100
Bastonetes 3 - 6 150 - 600
Segmentados 40 - 63 2.900 - 6.300
Eosinófilos 1 - 4 40 - 400
Basófilos 0 - 1 0 - 100
Linfócitos 20 - 30 1.000 - 3.000
Monócitos 4 - 8 200 - 800

Método: Exame automatizado - COULTER STKS

Instrução de Coleta: Coletar 5,0 mL de sangue total com EDTA, mais 1 esfregaço que deverá ser devidamente identificado. Refrigerar a amostra.

Interpretação Clínica: Exame útil no diagnóstico de doenças hematológicas (avaliação de anemias, neoplasias hematológicas, leucemias), infecções, inflamações e alterações nas plaquetas.
HEMOSSEDIMENTAÇÃO
Nome: HEMOSSEDIMENTAÇÃO

Sinonímia: HSS, VHS, VSG, velocidade de sedimentação, eritrossedimentação

Norma de Coleta: Jejum de 4 horas.

Valor de Referência: 1ª hora

Masculino: 0 a 15 mm

Feminino: 0 a 20 mm

Crianças: 0 a 20 mm

Método: Westergren

Instrução de Coleta: Coletar 5,0 mL em tubo de VHS. Refrigerar a amostra.

Interpretação Clínica: É um exame inespecífico, porém bastante sensível no rastreamento de processos infecciosos, inflamatórios e neoplásicos.
HEPATITE A IGG, HAV - IGG
Nome: HEPATITE A IGG, HAV - IgG

Sinonímia: AHVAG, Anti-HVA IgG, Anticorpos IgG da Hepatite A

Norma de Coleta: Jejum de 4 horas

Valor de Referência: Não reagente

Método: Elisa

Instrução de Coleta: Coletar 1,0 mL de soro. Congelar a amostra.

Interpretação Clínica: A hepatite A é uma doença auto-limitada, de início agudo, com evolução benigna. O anticorpo IgG é detectável no soro no início da fase crônica,  ou convalescente precoce e permanece elevado por toda vida, promovendo imunidade protetora contra a hepatite A.
HEPATITE A IGM, HAV - IGM
Nome: HEPATITE A IGM, HAV - IgM

Sinonímia: AHVAM, Anti-HAV IgM,  Anticorpos IgM da Hepatite A

Norma de Coleta: Jejum de 4 horas

Valor de Referência: Não reagente

Método: Enzimaimunoensaio

Instrução de Coleta: Coletar 1,0 mL de soro. Congelar a amostra.

Interpretação Clínica: A hepatite A é uma doença auto-limitada, de início agudo, com evolução benigna. O anticorpo IgM é detectável no soro no início da fase aguda, ou convalescente precoce.
HEPATITE B - ANTICORPO ANTI HBC IGM
Nome: HEPATITE B - ANTICORPO ANTI HBC IGM

Sinonímia: AHBCM, anticorpos anti-core IgM da hepatite B

Norma de Coleta: Jejum de 4 horas

Valor de Referência: Não reagente

Método: Elisa

Instrução de Coleta: Coletar 1,0 mL de soro. Congelar a amostra.

Interpretação Clínica: IgM contra antígeno nuclear da hepatite B é o primeiro anticorpo que aparece concomitantemente à instalação do quadro clínico. Na fase aguda está presente em altos títulos, passando a ser indetectáveis um ano após a cura. Em portador crônico pode estar ausente ou presente em baixos títulos.
HEPATITE B - ANTICORPO ANTI HBC TOTAL
Nome: HEPATITE B - ANTICORPO ANTI HBC TOTAL

Sinonímia: AHBC, anti-HBc total,  anticorpos anti-core IgG + IgM

Norma de Coleta: Jejum de 4 horas

Valor de Referência: Não reagente

Método: Elisa

Instrução de Coleta: Coletar 1,0 mL de soro. Congelar a amostra.

Interpretação Clínica: Os anticorpos totais contra antígeno nuclear da hepatite B aparecem na circulação após HBsAg e podem persistir por muitos anos após o desaparecimento do antígeno Austrália. Durante o período da janela imunológica, pode ser o único sinal sorológico de exposição ao vírus da hepatite B (negativação do HBsAg e a positivação do anticorpo anti HBs).
HEPATITE B - ANTICORPO ANTI HBE
Nome: HEPATITE B - ANTICORPO ANTI HBE

Sinonímia: AHBE, anticorpos anti E total

Norma de Coleta: Jejum de 4 horas

Valor de Referência: Não reagente

Método: Elisa

Instrução de Coleta: Coletar 1,0 mL de soro. Congelar a amostra.

Interpretação Clínica: Anticorpo contra o envelope do vírus da hepatite B. Durante a infecção aguda pelo vírus da hepatite B, o anti Hbe, se torna positivo cerca de 1 a 2 semanas após o desaparecimento do Hbe Ag, permanecendo por 2 a 3 meses, quando então tende a ser negativo.
HEPATITE B - ANTICORPO ANTI HBS
Nome: HEPATITE B - ANTICORPO ANTI HBS

Sinonímia: AHBS , Anticorpos Anti Hbs

Norma de Coleta: Jejum de 4 horas

Valor de Referência:

Não-reagente: <10,0 mUI/mL

Reagente: >10,0 mUI/mL

Método: Imunoensaio Enzimoquimioluminescência

Instrução de Coleta: Coletar 1,0 mL de soro. Congelar a amostra.

Interpretação Clínica: O anti HBs é o último marcador a aparecer e só é detectado quando há completa definição da infecção e aquisição da imunidade. Após a vacinação é o único marcador detectado.
HEPATITE B - ANTÍGENO ANTI HBE
Nome: HEPATITE B - ANTÍGENO ANTI HBE

Sinonímia: AgHBE, antígeno anti E

Norma de Coleta: Jejum de 4 horas

Valor de Referência: Não reagente

Método: Elisa

Instrução de Coleta: Coletar 1,0 mL de soro. Congelar a amostra.

Interpretação Clínica: O antígeno da hepatite B pode ser detectado na circulação, no início do curso clínico, durante a fase de replicação viral ativa, logo após o aparecimento do HbsAg e também em portadores crônicos de HbsAg. Sua presença está estritamente relacionada com um aumento no número de vírus circulantes.
HEPATITE C - ANTI HCV
Nome: HEPATITE C - ANTI HCV

Sinonímia: HEC, HCV, Sorologia para HCV

Norma de Coleta: Jejum de 4 horas

Valor de Referência: Não reagente

Método: Imunocromatográfico

Instrução de Coleta: Coletar 1,0 mL de soro. Congelar a amostra.

Interpretação Clínica: É a hepatite pós-transfusional mais freqüente.  Período de incubação de 4 a 20 semanas. Sua transmissão é predominantemente parenteral, podendo também ser disseminada por exposição sexual.  A maioria dos casos é assintomática. Tem propensão a cronificar em 50 a 70% dos casos e destes 20 a 25% desenvolvem cirrose.
HEPATITE E - SOROLOGIA
Nome: HEPATITE E - Anti HEV IgG 

Sinonímia: 

Norma de coleta: Jejum não obrigatório.

Valor(es) de Referência : 
Não reagente: Inferior a 0,9
Inconclusivo: Entre 0,9 e 1,1
Reagente: Superior a 1,1

Método: ELISA

Instrução de coleta: Coletar amostra em tubo gel;Encaminhar amostra sob refrigeração, de 2ºC a 8ºC.

Interpretação Clínica: Exame utilizado no diagnóstico de hepatite E, doença rara no continente americano. Indicação: Diagnóstico de Hepatite E Interpretação clínica: A presença de IgM para Hepatite E significa fase aguda de doença, permanecendo positiva por 4 a 6 meses. A detecção de IgG representa fase de convalescença da doença aguda ou exposição prévia ao vírus.


Nome: HEPATITE E - Anti HEV IgM 

Sinonímia: 

Norma de coleta: Jejum não obrigatório.

Valor(es) de Referência : 
Não reagente: Inferior a 0,9
Inconclusivo: Entre 0,9 e 1,1
Reagente: Superior a 1,1

Método: ELISA

Instrução de coleta: Coletar amostra em tubo gel;Encaminhar amostra sob refrigeração, de 2ºC a 8ºC.

Interpretação Clínica: Exame utilizado no diagnóstico de hepatite E, doença rara no continente americano. Indicação: Diagnóstico de Hepatite E Interpretação clínica: A presença de IgM para Hepatite E significa fase aguda de doença, permanecendo positiva por 4 a 6 meses. A detecção de IgG representa fase de convalescença da doença aguda ou exposição prévia ao vírus.

HIDROXIPROLINA
Nome: HIDROXIPROLINA

Sinonímia: HPROL, Hidroxiprolinúria

Norma de Coleta: Coleta de urina de 24 horas. Retirar frascos no laboratório ou usar garrafas de água mineral. O recipiente deve ser limpo e seco. O paciente, ao acordar pela manhã, deve esvaziar totalmente a bexiga e desprezar essa urina. Anotar o horário exato. A partir daí, guardar todas as urinas rigorosamente e não apenas uma parte (inclusive à noite) até a manhã seguinte no mesmo horário em que jogou fora a urina do dia anterior (esta urina tem que ser colhida e guardada). É fundamental entregar ao laboratório toda a urina coletada, para evitar erros de dosagem.

IMPORTANTE: Não utilizar cremes/óvulos vaginais nas 24 horas que antecedem a coleta. Evitar coletas em períodos menstruais. Manter a urina refrigerada.

Dieta: Não fazer uso por 48 horas antes e durante a coleta dos seguintes alimentos: carnes vermelhas, gelatinas, salsichas, sorvetes, doces. Evitar ingerir aspirina no dia da coleta. Para amostra isolada não é necessário o paciente fazer dieta.

Valor de Referência: (mg/24horas)
Crianças até 1 ano: 50 a 220
1 - 13 anos: 28 a 50
13 - 65 anos: Até 22
Acima 65 anos: Até 17

Método: Espectrofotometria

Instrução de Coleta: Urina de 24 horas. Fornecer frascos ao paciente contendo conservante. Orientar o paciente a maneira correta de coletar a urina para evitar erros de dosagens. Refrigerar a amostra

Interpretação Clínica: Teste útil na investigação das doenças ósseas (metabolismo ósseo), especialmente osteoporose, doença de Paget e hiperparatireoidismo, mieloma, fraturas extensas, osteomielite aguda, crescimento acentuado. A hidroxiprolina é um aminoácido presente em grande quantidade no colágeno, constituinte da matriz óssea. Portanto sua excreção reflete o catabolismo ósseo. Como aumenta em períodos de rápida reabsorção óssea, é útil na avaliação do metabolismo ósseo.
HIV - ANTI HIV 1 E HIV 2 - SIDA
Nome: HIV - ANTI HIV 1 E HIV 2 - SIDA

Sinonímia: Anticorpos anti HIV 1 e HIV 2, HTLV 3,   AIDS, Síndrome da imunodeficiência adquirida (SIDA)

Norma de Coleta: Jejum de 4 horas

Valor de Referência: Não reagente ou negativo

São realizados dois métodos conforme Portaria N° 488 de17/06/98 da Secretaria de Vigilância do Ministério da Saúde.

Significado clínico e limitações do teste:

Este resultado não estabelece diagnóstico definitivo, devendo ser analisado juntamente com o quadro clínico do paciente. Exames confirmatórios como Western Blot e Reação em Cadeia da Polimerase (PCR) são altamente recomendáveis para certeza diagnóstica. Os dois testes pelo método ELISA revelam altos índices de positividade em paciente em fase pré-clínica, porém, apresentam-se negativos nos casos de contaminação recente; nesses casos são indicados a pesquisa do Antígeno p24 e a Reação em Cadeia da Polimerase. Os portadores de anticorpos antiHIV assintomáticos deverão repetir os testes sorológicos periodicamente em associação a outros exames complementares e acompanhamento médico.

Método: Enzimaimunoensaio e Quimioluminescência.

Instrução de Coleta: Coletar 2,0 mL de soro. Congelar a amostra.

Interpretação Clínica: A infecção pelo HIV leva a síndrome de imunodeficiência adquirida  - SIDA. O diagnóstico é feito em duas etapas: a triagem é feita utilizando pelo menos dois testes do tipo ELISA, MEIA ou ELFA e se positivos, deve ser realizado um teste confirmatório - Western Blot ou imunofluorescência.
HOMOCISTEÍNA
Nome: HOMOCISTEÍNA

Sinonímia: HCT, Homocisteinemia

Norma de Coleta: Jejum de 12 horas

Valor de Referência: Até 14,9

Falta de vitaminas: 15,0 a 30,0

Homocisteinemia heterozigotica: 31,0 a 100,0

Após sobrecarga de metionona

Homocisteinemia homozigotica: Acima de 100,0

Método: HPLC (Cromatografia líquida de alta performance)

Instrução de Coleta: Coletar em tubo de sangue total com EDTA. Separar rapidamente 2,0 mL de plasma após a coleta Congelar a amostra.

Interpretação Clínica: A homocísteina é um aminoácido sulfurado que advém do metabolismo da metionina, de origem alimentar. A hiperhomocisteinemia é um dos fatores menores de risco de aterosclerose (doença vascular coronariopatia).  Importante também para complicações gestacionais e malformações congênitas. Deve ser suspeitada na presença de certos sintomas: astenia, idade avançada com sintomas vestibulares, depressão, fibromialgia, trombose espontânea, doenças renais, história pregressa de eventos cardiovasculares e outros. Ao lado da nutrição inadequada, alterações fisiológicas próprias dos idosos, hábitos de vida pouco saudáveis, como diminuição de ingestão de frutas e vegetais (complexo vitamínico B e ácido fólico), gastrite atrófica, redução do clearance renal, podem acarretar a hiperhomocisteína.

2017 - Todos os direitos reservados.Agência Giga  Agência Giga